sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

O Guerreiro e o Poeta

A disparar como um raio,
Um imponente guerreiro,
Iria a maior de todas as pelejas,
A mais nefasta batalha,

Não era um singelo combate,
Todavia a mais abominável,
Implacável e aniquiladora guerra.
A sua espada, como o fogo a queimar,

As incontáveis faíscas a chamuscar...
O ar de forma análoga,
As inumeráveis estrelas no céu,
E sua inexorável força a findar...
Diante de suas chagas.

Os poucos que sobraram fugiram dele,
E ele a vagar, sem temer a morte,
E seus inimigos como hienas a lhe espreitar,
Buscando um instante de sua fraqueza.

E ao mesmo tempo em que o guerreiro trava,
A sua extraordinária guerra ou passa,
Pelo seu interminável inferno.

Um poeta a caminhar e seus sentimentos,
Incautos e puros por uma suntuosa ninfa,
Contudo, ela já estava prometida,
A um pomposo nobre,

Não importava quão airosos...
Fossem seus sonetos,
Não podia chegar aquele coração,
Quão doce fosse o seu amor e...
Quão delicada fosse a sua querida.

Suas missivas eram vãs e seus sentimentos...
Eram como os de um morto,
E pranteava su'alma e...
Desfigurava-se sua face,
Da mesma forma que o guerreiro,

Porém ele não podia deixar...
Transparecer seus medos e horrores,
Pois lhe custaria à vida, e o poeta...

Não poderia lutar pelo seu amor,
Pois este assim também perderia a sua...
Ambos diferentes como a terra e o céu.

Como um lobo e cervo,
E tão fracos como uma pomba diante do amor.
Viver por amar ou sobreviver pelo amor...
Qual será o meu destino?

O guerreiro estava tão distante do seu amor...
Quanto àquelas densas trevas, da alvorada,
E o poeta tão do seu, quanto...
Seus sonetos de uma espada.

Ambos sabiam que o seu...
Destino final seria a morte,
Porém também sabiam que...
Morreriam tentando e lutando,

Por um instante do amor,
De inestimáveis donzelas,
Com a força de suas vidas,
Até que o ultimo brilho de luz...
Obscurecer-se seus olhos.


Por : Rodolfo Sabino

11 comentários:

  1. É a batalha em que não tem nada a perder... Belo texto. Primeira vez que venho aqui, mas está de parabéns por ele. Abraço!!!

    www.caderno7.com

    ResponderExcluir
  2. passando pela primeira vez de muitas. abraço e muito sucesso com o blog, e invista num livro, pense nisso

    ResponderExcluir
  3. vlw a toda galera que entra e comenta... muito bom .

    ResponderExcluir
  4. invista num livro [2]
    Maiis um texto muitoo bom Rodolfo =***

    ResponderExcluir
  5. Nossa muito lindo ! Adorei . vc escreve muito bem . parabéns

    ResponderExcluir
  6. Acho que o guerreiro traz a "fraqueza" de um poeta, que por sua vez mostra "coragem" em suas palavras.
    Inté...

    ResponderExcluir
  7. Olá! No momento estou apenas te seguindo, mas prometo voltar e comentar em breve suas postagens!Agradeceria se seguisse o meu blog, assim criamos um vínculo que facilite a divulgação de ambos os blogs! passa lá?
    http://medicinepractises.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito tb! Vc demonstrou habilidade poética, conseguiu desenvolver bem um poema grande sem se perder

    http://cemiteriodaspalavrasperdidas.blogspot.com/2011/01/horror-horror-e-mais-horror.html

    ResponderExcluir
  9. Só porque sabemos que vamos morrer, não devemos passar por aqui a passeio...

    Belo poema!

    ResponderExcluir