segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

O Fim da Minha Solidão.

Estava a passar a vida...
Como passa o vento até...
Aquela sublime noite...
Em que nos encontramos...
A priori aquela noite parecia...
Especialmente bela, contudo...
Creia que seria mais uma...
Noite de solidão...

Todavia estava enganado...
Mas como poderia saber...
Que encontraria uma mulher...
Tão carinhosa, nos encontramos...
Naquela festa, por um acaso ou...
Será que já estava nos nossos destinos...
Eu a chamei pra dançar...
E à medida que nossos corpos...
Começaram a suar, podia sentir...
Que estava começando a surgir...
A libido entre nós foi ai que...
Paramos um pouco e conversamos...
E no meio da conversa, já sentindo...
Uma atração mútua nos beijamos...
Um beijo gostoso que começou...
Na boca e fui descendo...

Pelo seu pescocinho lindo...
E acariciei levemente a sua...
Linda orelhinha e decidimos ir...
Para um lugar mais calmo...

Chegando a minha casa...
Não aguentávamos mais...
O desejo que estávamos sentindo...
E continuamos no meu quarto...

Pois exalávamos o cheiro da paixão...
Não aguentei... tirei lentamente a sua blusa...
E por fim me deparei com a sua linda...
Calcinha cor de rosa... Perdi o fôlego...
Quando me disseste sejas carinhoso...
Pois será a minha primeira vez...

E começamos a dançar juntinhos...
Uma musica bem romântica e...
Despindo-nos ao som das musicas...
Entre beijos, comecei a acariciar...
Teus lindos seios e suspiravas...


No meu ouvido, fomos continuando...
Entre caricias e beijos até que comecei...
A alisar sua borboletinha tão linda e molhadinha...
Que não resisti e comecei a saciar o meu apetite...

E você há suspirar e gemer baixinho...
Continua que está gostosinho, e depois...
De certo tempo disse bem baixinho...
No meu ouvido gemendo, eu quero ser tua...

E comecei devagar...
E carinhosamente...
Já estávamos tão editados que...
Nem havia mais dor por ser a sua primeira vez...
Mas só prazer e começamos um vai e vem...
Cadenciado, nossos corpos pareciam que iam se fundir...
Até o lindo momento que começaste...
A sentir o prazer do amor...

Não aguentamos e juntinhos fomos ate as estrelas...
E depois adormecemos agarradinhos...
Com você em meus braços e esta foi...
A minha primeira noite de amor...
Após um longo período de solidão...



Por : Rodolfo Sabino

4 comentários:

  1. Poooxa, muito bacana *---------*

    \o/

    ResponderExcluir
  2. Sandinha essa poesia eu fiz a pedido de um amigo meu para ele dar a uma "amiga" dele, tem até outra poesia que continua a historia dessa mais a outra ficou meio quente XD.

    ResponderExcluir
  3. SPAKSPAKSAPSKAPSAKSPASKAKPS
    Já tenho 18 anos, pode passar!

    (brincadeira)

    Gostei dos detalhes do texto ;D

    ResponderExcluir
  4. XD entao vou postar a outra poesia amanha :D

    ResponderExcluir